terça-feira, 25 de outubro de 2011

13 ou 113 deu sorte.



Já me diverti a julgar, mas esta etapa em Sorocaba talvez tenha sido a que mais me divertiu.Sou apaixonado pelo agility por assistir, muitas vezes sem ninguém conhecido a competir e eu a ver.Por isso quando julgo também de alguma forma vejo o espetáculo.Desta vez pensando em publico a assistir desenhei os junpings 2 e 3 de maneira a que a competição e dificuldade fosse em crescendo para o final. Saí satisfeito pois principalmente no junping 3 foi bonito de ver os condutores tentando achar a trajetória ideal para ganhar.A minha cara não engana , fiquei feliz.

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Zonotrichia Capensis - Tico Tico



Mais um de visita á minha casa.

O tico-tico (Zonotrichia capensis) é uma ave da ordem Passeriformes, família Emberizidae. Ocorre em todo o Brasil, exceto na Floresta Amazônica, e tem aproximadamente 13,5 cm.
Costuma habitar campos de cultura e perto de habitações, põe de 3 a 5 ovos e a incubação leva aproximadamente 13 dias.
Macho e fêmea são muito parecidos, mas o canto do macho é mais alto e mais prolongado; além disso, quando um casal está junto, geralmente só o macho levanta o topete. O jovem não tem as marcações bem definidas na cabeça.
Comportamento e reprodução


Tico-tico alimentando um chupim juvenil.
Canto bastante melodioso. O canto noturno é diferente e mais breve. Em gaiola, costumam abandonar os ovos ou filhotes, que precisariam ser passados para a ama-seca. Reproduzem-se melhor em viveiros arborizados. Na natureza, freqüentemente ocorre esclavagismo com o
Chupim.
“Esclavagismo é um tipo de relação ecológica entre seres vivos onde um ser vivo se aproveita das atividades, do trabalho ou de produtos produzidos por outros seres vivos.”
Chupin outra ave que vos vou apresentar brevemente.
Com a preciosa ajuda de Miguel Ferigatto.

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

113

Domingo em Sorocaba. Será esse o numero de provas oficiais julgadas por mim até então. Sorocaba julguei lá já três vezes, com esta será a quarta vez. Primeira prova oficial em SP após mundial, por certo muita fome de agility.Novidades minhas para este fim de semana poucas, porque poucas foram as que vimos no mundial.Continuo fiel á minha linha de pistas em que velocidade e espetáculo andam juntos, mas em que um descuido e o erro acontece.Se estiver tempo bom com certeza iremos ter publico a assistir o que é sempre bom.
Voltando ao mundial, o que mais me chamou a atenção foi as distancias entre obstáculos nos minis e midis.Vi muito boa gente refugar e eliminar por falta de treinamento em esse tipo de pistas. Por isso continuo a defender que havíamos de ter mais provas como as seletivas onde pistas de standard e minis e midis são diferentes. Parece bobagem mas faz toda a diferença na hora do vamos vêr...

Até domingo...em Sorocaba.

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

MUNDIAL 2011



Aí está mais um mundial.para quem já viajou e esteve em um mundial esta semana e o próximo fim de semana serão vividos intensamente.Liévin traz várias recordações.pela primeira vez a comitiva Portuguesa da qual fazia parte o Samir viajou junta de ónibus.
No exame veterinário da equipa Brasileira,Felipe com Fanny são cortados por não ser encontrado o microchip e aí vivemos todos momentos muito tristes vendo o sonho de um jovem ser deitado por terra por algo que ele não tinha culpa alguma.Situação difícil de acompanhar e muitas lágrimas rolaram então.classificar para um mundial já é difícil e a frustração de no local ser barrado foi tremenda.O menino de então, hoje homem dizia-me á uns dias que Liévin, não seria escolha para estar presente, como não foi, porque lhe trazia más recordações.De liévin, apenas o sexto lugar individual do Samir com o Magic é recordação boa porque de resto...
A equipa Brasileira deste ano não é inferior, para mim, ás dos últimos anos, mas parte com uma vantagem enorme, vai sem a responsabilidade de outros anos.É mais light, foi menos badalada. Ainda bem.Então de repente essa descompressão até faz bem e resultados vão aparecer. Torço por isso torço por todos ,mas em especial por um que vai concretizar o seu sonho desde que entrou no agility, que bem merece lá estar e se conseguir controlar os nervos de uma estreia pode muito bem surprender alguém.FORÇA TIAGO.

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Tunel transparente



Muitas pessoas podem nunca ter visto um. Pois aqui está ele.Nos regulamentos antigos era proibido para provas oficiais. Hoje essa proibição não aparece mais, logo pode-se utilizar.Para fotógrafos uma delicia, para os juízesa idem, pois veem tudo o que se passa lá dentro, para o publico nem se fala, mas e se for colocado em curva onde muitos cães por vezes dão voltas sobre si mesmo, apresentando por vezes imagens bem fortes?
Acho que para o utilizar teremos de ver e rever muitas e muitas passagens de cães por ele em diversas colocações de maneira a de repente o tiro não sair pela culatra.

sábado, 17 de setembro de 2011

Descalvado



Eu e Samy Wroblewski em Descalvdo.
Que bicho. Juro que ás vezes no transito me apetecia ter uma coisinha destas. ahahah

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Filhos são como navios



Filhos são como navios…
Ao olhar um navio no porto, imaginamos que ele esteja em seu lugar mais seguro, protegido por uma forte âncora.
Mal sabemos que ali está em preparação, abastecimento e provisão para se lançar ao mar, ao destino para o qual foi criado, indo ao encontro das próprias aventuras e riscos.
Dependendo do que a natureza lhes reserva, poderá ter que desviar da rota, traçar outros caminhos ou procurar outros portos.
Certamente retornará fortalecido pelo aprendizado adquirido, mais enriquecido pelas diferentes culturas percorridas. E haverá muita gente no porto feliz à sua espera.
Assim são os FILHOS. Estes tem nos PAIS o seu porto seguro até que se tornem independentes.
Por mais segurança, sentimentos de preservação e manutenção que possam sentir junto aos seus pais, eles nasceram para singrar os mares da vida, correr seus próprios riscos e viver suas próprias aventuras.
Certo que levarão consigo os exemplos dos pais, o que eles aprenderam e os conhecimentos da escola, mas a principal provisão, além das materiais, estará no interior de cada um:
A CAPACIDADE DE SER FELIZ.
Sabemos, no entanto, que não existe felicidade pronta, algo que se guarda num esconderijo para ser doada, transmitida a alguém.
O lugar mais seguro que o navio pode estar é o porto. Mas ele não foi feito para permanecer ali.
Os pais também pensam que sejam o porto seguro dos filhos, mas não podem se esquecer do dever de prepará-los para navegar mar a dentro e encontrar o seu próprio lugar, onde se sintam seguros, certos de que deverão ser, em outro tempo, este porto para outros seres.
Ninguém pode traçar o destino dos filhos, mas deve estar consciente de que na bagagem devem levar VALORES herdados como:
HUMILDADE, HUMANIDADE, HONESTIDADE, DISCIPLINA, GRATIDÃO E GENEROSIDADE.
Filhos nascem dos pais, mas devem se tornar CIDADÃOS DO MUNDO. Os pais podem querer o sorriso dos filhos, mas não podem sorrir por eles. Podem desejar e contribuir para a felicidade dos filhos, mas não podem ser felizes por eles.

A FELICIDADE CONSISTE EM TER UM IDEAL PRA BUSCAR E TER A CERTEZA DE ESTAR DANDO PASSOS FIRMES NO CAMINHO DA BUSCA.
Os pais não devem seguir os passos dos filhos e nem devem estes descansar nos que os pais conquistaram. Devem os filhos seguir de onde os pais chegaram, de seu porto, e, como navios, partirem para as próprias conquistas e aventuras.
Mas, para isso, precisam ser preparados e amados, na certeza de que:
QUEM AMA EDUCA!
“COMO É DIFÍCIL SOLTAR AS AMARRAS!”
(autor desconhecido)

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Lindos



A data está errada, o treino foi domingo 11/09/2011.Montei um mini jumping e a dupla baixinha treinou e treinou e treinou.
De tarde deu descanso para os dois.Podera.

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Agility, inversão de valores



Sete anos que levo de agility aqui no Brasil e infelizmente sempre achei que os valores do que é o agility, aqui sempre estiveram invertidos.Graças a Deus que cada vez mais pessoas ligadas ao agility saem do Brasil para provas internacionais e assim vão entendendo o que quero dizer com isso.O agility antes de tudo é uma atividade onde cão e dono se divertem, ou antes deveriam divertir.Depois é um são convivio entre iguais, que gostam de cães e de agility.No final claro vem a competição que para ser sadia não deve nunca inverter estes valores.Aqui sempre foi e continua a ser ao contrário.Durante anos tudo foi feito a pensar no mundial de tal forma que hoje uma simples prova de iniciantes se tornou em uma competição mundial.
Talvez por isso e não só obviamente, o agility Brasileiro não cresce.

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Continuidade garantida


Mariana e Spock

Já por várias vezes falei que quando conheci o agility, a Marta com uns 9 anos, era a minha companhia nas provas. Logo começou a treinar com um Bouvier Bernois até á chegada do Billy Jr.Depois foi a Raquel com o Juca, genros e agora a neta.Pelo menos por mais uma geração haverá um(a) Pires no agility.
Neta querida do vôvô.

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Sentimento

Aos meus amigos queridos Ana e Eduardo.

" A perda de um filho é uma " ferida impossível de cicatrizar".Isto porque a perda de um filho é um acontecimento contra a lei e ordem natural da vida, e os pais que ao conceberem um filho veem nele a sua continuidade, quando perdem um filho, perdem parte de si também"

Queridos amigos estamos com vocês na vossa dor de pais, na certeza de que tudo tentaram para outro desfecho.Palavras leva-as o vento e neste momento que importam.Apenas que Deus aqueça os vossoS corações e dê alento ás vossas vidas.

" A vida me ensinou a dizer adeus ás pessoas que amo, sem tira-las do meu coração"
Charles Chpalin

Um beijo da família Pires

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Lavadeira-mascarada ou Fluvicola Nengeta



A Lavadeira-mascarada (Fluvicola nengeta) também conhecida como Lavadeira, Maria-branca, Maria-lencinho, Bertolinha ou Pombinho-das-almas, é uma espécie de pássaro sul-americana pertencente a família dos tiranídeos.
O seu habitat é, preferencialmente, junto a rios ou lagoas. Vem frequentemente ao chão, mesmo barrento, em busca de alimento. É ave de espaços abertos.
Originalmente, aparecia no Brasil somente nos estados nordestinos, do Maranhão à Bahia. Tem, contudo, ampliado sua distribuição pelo sudeste do país, aparecendo no Rio de Janeiro já na década de 1950, onde é também conhecida como noivinha. Sua presença tem sido observada com freqüência, pelo menos desde 2005, em Itapetininga, interior do Estado de São Paulo. Esse pássaro tem também aparecido na cidade de Mogi Mirim,Estado de São Paulo,(2010).Surge no início da manhã a procura das piscinas,onde acostumou-se a se banhar.Aparecem quase sempre em dois ou três indivíduos.Possui um canto curto e agudo.Em determinadas situações abre as asas e as movimenta abrindo e fechando rapidamente,quando seu canto apresenta ritmos e tons mais complexos.Seu comportamento indica um grau de confiança,pois se aventura no meio da piscina se houver algo boiando e que o sustente.Permite ao observador aproximar-se a uma curta distância.(fonte Wikipédia )

Estas fotos foram tiradas em 21/08/2011 em Cotia, estado de São Paulo,nas margens de um pequeno lago,dois indivíduos, o que demonstra a expansão da raça pelo território Brasileiro.


terça-feira, 23 de agosto de 2011

Alguém sabe ?

O nome , raça, deste lindo pássaro?


Até parece que estava frio, ehehe

Para quem acha que no Brasil é só calor, aqui vão algumas fotos de alguns condutores(as) e assitentes , da prova do ultimo fim de semana.Só faltou o cobertor.






segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Click



Não sei o nome da menina , nem tão pouco do cão. Será macho ou será fêmea?Que importa para o caso.Mais uma linda foto de mais um dia de agility, desta vez na Dog World em Cotia num dia friiiiiiiiiiio.

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Futebol ou agility?

Decidi, vou começar pelo futebol. Que injustiça. Sempre que um jogador Brasileiro ia para marcar um penalty a toupeira fazia um buraco e tapava-o logo de seguida para os Paraguaios.Brincadeira á parte tenho saudades em que o futebol arte do Brasil chegava e sobrava por esse mundo fora. Só que os craques, mesmo craques, também por aqui estão em vias de extinção.Ganso, Pato,Neymar, Robinho, Ramires, Lucas Leiva, André Santos, não são craques.Craque define, carrega a equipa e o peso da responsabiliade. Hoje o Brasil não tem craque nem garra. Veja-se o exemplo do Uruguai onde junta bons jogadores e muita garra. Tiveram sorte, certo, mas a sorte persegue os audazes ou não?Da maneira que vão as coisas, o Brasil não tem estádios nem time para o mundial de 2014.

Agility

Á muito que estava para escrever sobre isto e a oportunidade foi hoje.PARABÉNS AGILITY CARIOCA, pela vossa deslocação ao Europeon Open.Com certeza que a experiência vivida nessa competição vai ser muito útil para um desenvolvimento cada vez maior do agility carioca.É isso que é preciso, atitude, independente de tudo. BOA VIAGEM E MUITO SUCESSO NESSA VOSSA HONROSA AVENTURA.

sábado, 16 de julho de 2011

Essência da regra

Quase toda a gente sabe que gosto de futebol. Assistindo ao ultimo jogo da selecção do Brasil de repente ouço o ex árbitro de futebol Brasileiro, Arnaldo César Coelho, penso ser este o nome correto do sr, dizer ao locutor Galvão Bueno:
"É preciso entender A ESSÊNCIA DA REGRA, mão na bola ou bola na mão e a regra é clara."Habituado á falta de "boas palavras" nas transmissões televisivas, em que a maior parte das vezes cegos pelo seu clubismo e até patriotismo, nos dizem coisa que nossos olhos vêem exatamente o contrário, fiquei um bom tempo pensando na frase.
Muito bem caro Arnaldo César Coelho,para entender, e interpretar no julgamento a regra, é preciso entender a essência da mesma.
No agility esse é o principal problema sempre que um curso ou seminário sobre regras é feito. Conseguir transmitir correctamente a essência do regulamento de modo a que a interpretação e julgamentos sejam correctos.
Daí a inspiração para o tema da próxima reunião de árbitros da CA.
- ESSÊNCIA DA REGRA - SERÁ QUE VAI FUNCIONAR?

sexta-feira, 17 de junho de 2011

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Concentrado hein?????

Miguel, todos sabemos que um dia de agilty é dificil, dorme aqui, cochila acolá mas, dormir em pé essa eu ainda não tinha visto..ahahahah



Vejam a ampliação para tirar dúvidas.



Uma brincadeira num fim de semana para recordar por parte do Miguel.

abs

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Seletivas

Vou falar das seletivas do meu ponto de vista.Não é de hoje que eu falo da falta de coragem para enfrentar provas curtas.Por isso quando vi como seriam disputadas estas seletivas, logo prespetivei que das duas uma, ou as pistas calssificatórias eram fáceis, ou teriamos poucas duplas a disputar as finais.Por isso e como me tocou jugar o ultimo agility standard do segundo combinado classificatório,desenhei um grau 1,5 com velocidade.Assim classificaram-se mais cinco duplas para a final e tenho a certeza que se a dificuldade fosse um pouco maior esse numero seria reduzido talvez a metade e não fosse um telha na dupla Felipe/Petit isso teria acontecido, pois no tempo duplas iam penalizar.
Como trabalhar então esse psicologico que tanto tem atrapalhado os condutores em provas como esta e por consequência nos mundias, realizando durante o ano mais seletivas, sempre a contar e sem descartes de maneira a que as duplas entendam que nestas provas ou se ganha ou se perde, mas jamais se perde sem tentar ganhar.
Para mim o nivel foi o mais fraco dos ultimos anos e isso não quer dizer que as duplas estão mais fracas ou o agility Brasileiro está mais fraco, longe disso, mas na hora de decidir sem poder errar, muita gente tentou não errar em vez de decidir e isso no agility é uma diferença enorme, talvez igual a ser trigésimo colocado zerado em um mundial mas a quatro segundos do primeiro.
Quem poder e quiser que pense sobre isto.

terça-feira, 14 de junho de 2011

Por falar em cachaça....



Miguel fotografando?

Que nada Miguel dormindo , ahahahah


Marco - O pensador



Não sei se pensador ou um friozinho na barriga.Seletivas ou provas curtas como já ouvi chamar a este tipo de provas é isso mesmo , nervosismo quanto chegue.
Marco com seu Brown até foi bem no fim de semana, mas a imagem não deixa duvidas.

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Boa recuparação Kátia



Seletivas , primeira pista e a Kátia faz uma torção no joelho esquerdo, ficando assim impossibilitada de fazer o que tanto gosta, agility.Esta imagem tirei-a logo a seguir e o desanimo era visivel.
Boa recuperação Kátia para logo logo te voltarmos a vêr em pista, principalmente no mundial da França.

sexta-feira, 10 de junho de 2011

Agressão?



Um condutor pode ser eliminado por agressão fisica ou verbal ao cão.....

Será? Miguel queimou o filme, ahaha

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Olha a felicidade



Carinho, frio, cumplicidade de por certo uma vida juntos, mas também contentamento ao vêr a passagem do cachorro.
Agility is fun, para qualquer idade digo eu.

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Descubra.



Nesta foto,tem tudo condutor, cão, obstáculo, publico. No entanto contém também uma linda mensagem.Conseguem vêr?

terça-feira, 7 de junho de 2011

REFUGO

video

Pode ser na frente do tunel ou na frente de um salto ou outro obstaculo qualquer.

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Olha o bicho



Já tinha visto muitas maneiras de segurar o tunel. Agora o auxiliar segurar no braço, ahaha, esta foi a primeira vez.

Para quem não sabe....



Aqui no Brasil também faz frio,,,,, e muiiiito.

sábado, 4 de junho de 2011

Vamos lá ás respostas?




Estes são exemplos dados pelas Guidelines da FCI.
Com base neles voltem a dar a vossa opinião para o Video 1 da Simone e video 2 da Marcela.
Agora ficou fácil.

sexta-feira, 3 de junho de 2011

Fabiano, mais um.

video

Antes de eu responder ao video anterior.

Agora este video. Que marcavam e porquê.

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Não entendi nada



O haroldo tem quatro braços? Essa eu não entendi. kkkkkk

Mais um do Fabiano

video

E neste que marcavam? Porque?

Colaboração

Amigos e amigas

Este blogue foi criado exatamente para falarmos, analisarmos e aprendermos todos um pouco mais sobre regras de agility. Logicamente que com videos fica mais fácil. Por isso vos peço, que quem tiver videos com situações boas para análise que me enviem para colocar aqui e assim podermos todos analisar.
Podem enviar para arturlpires@uol.com.br

Desde já obrigado

terça-feira, 31 de maio de 2011

Bom este video



Falta, eliminação ou nada.

sábado, 28 de maio de 2011

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Campeão no ano da pronuncia do Norte.


Foto de:(Luis Efignio/Lusa)
Com toda justiça o meu PORTO foi mais uma vez campeão nacional de futebol .Acompanhei sempre que possível e a Bandpsorts transmitia os jogos e este ano Porto mostrou ser claramente superior á demais concorrência.Mas não contente com isso classificou-se para a final da UEFA Europa League e para a final da taça de Portugal.Aí começa a tal pronuncia do Norte, que alguns chamam de torpe...letra de musica do grande Rui Reininho que virou hino nas Antas e no Dragão.Os adversários do Porto na UEFA Europa League e na taça de Portugal serão o Braga e Guimarães respectivamente. Ou seja , num raio de 55 km estão os estádios dos três clubes.Pronuncia do Norte falando mais alto.
Vem isto a propósito de ontem ao telefone falando com a minha família lá em Portugal, o meu filho me dizia que praticamente na sua vida só tinha visto o Porto a ganhar .É verdade mas não foi sempre assim porque antigamente o Porto praticamente lutava sozinho com os clubes e poder do sul.Era o Benfica, Sporting, Belenenses,Setubal,CUF,Farense etc e jogar no sul era difícil. Hoje tudo se alterou e o difícil é jogar no Porto, Braga , Guimarães, Paços de Ferreira , Rio Ave. Da mesma maneira que antes era difícil aos clubes do norte pontuarem no sul hoje é difícil para as equipas do sul pontuarem nas suas deslocações ao norte.A tal letra da musica que fala da força do povo nortenho, levada para o desporto.Por isso para além de PORTISTA, sou nortenho de alma e coração e fico feliz com estes resultados.Claro que quero que o Porto ganhe os dois troféus que faltam disputar, mas como Nortenho verei as duas finais com muito gosto e alegria independente do resultado.

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Demora na partida

Já me foi perguntado várias vezes como eu faço quando um condutor demora na partida.
A minha resposta é sempre a mesma; para um bom andamento da prova depois de autorizada por mim a dupla deve iniciar a prova o mais rápido possível. Se a dupla demora a iniciar eu dou um segundo aviso, pedido para que comece a prova, mentalmente conto cinco segundos e se mesmo assim a dupla não inicia eu dou ordem para a dupla sair da pista.Claro que isso tem a vêr com o andamento da prova.Imaginem todas as duplas a demorarem um minuto ou mais para iniciar um média de 100 duplas , duas entradas teríamos mais de três horas perdidas.
Muitas vezes existem alguma excitação de condutor ou animal que provocam essa demora e aí o juiz deve intervir no sentido de acalmar, antes de tudo.
Neste caso diz o regulamento o seguinte:
“Progresso da Prova
O condutor deverá se apresentar no percurso , colocando seu cão em posição (EM PÉ, SENTADO ou DEITADO) atr�, SENTADO a de saída, em seguida desatará a guia e retirará a coleira (enforcador) cujo uso não é permitido por razões de segurança; e não poderá mais tocar no cão.O condutor não deverá conservar qualquer objeto nas mãos durante a prova. O condutor poderá se posicionar em qualquer parte do percurso.”
“O juiz dará autorização para o inicio da prova, fazendo-o através do silvo do apito.”
Claro que aqui não diz nada sobre o tempo entre a autorização do juiz e o inicio mas:
“Dará o comando de saída ao seu cão conforme a ordem do Juiz, a cronometragem começará assim que o cão cruzar a linha de saída. Uma variedade de comandos e sinais são permitidos durante a prova. “
Ou ainda: “Todos os casos não previstos serão decididos pelo Juiz, que deverá ser consistente”.
O juiz é responsável pelo bom andamento da prova,cumprimento das regras do desportivismo e fair play das duplas.Por isso é importante antes da competição o juiz reunir-se com as duplas e explicar o seu conceito sobre estes temas e alguma indicação que achar necessária sobre a pista que vai julgar. Anunciar a metragem da mesma, velocidade etc, não é tão importante como o que atrás descrevi.
Claro este tema é polémico mas não são a maior parte das nossas decisões polémicas?
Para tudo tem de haver bom censo.

terça-feira, 3 de maio de 2011

Esteve quase...

Pois é, quando dei a mim mesmo umas férias do agility, sem data de término, sempre pensei só voltar a uma prova no dia em que sentisse realmente vontade de o fazer.os motivos para essa minha decisão foram muitos e poucos deles mudaram.Para quem pensou ou pensa que é algo contra o coordenador Henrique, está enganado, e uma reunião de arbitragem no final do ano, em que ambos estivemos presentes, deu azo a uma conversa muito esclarecedora entre nós. Valeu Henrique pela sinceridade.Agora claro que existem outras pessoas e casos e como não sou de ficar calado, antes de provocar qualquer problema resolvi afastar-me.No passado fim de semana voltei a sentir como que uma necessidade de rever os amigos, a adrenalina da prova e por isso não fosse a hora tardia a que iria chegar a casa com certeza teria ido ao CTA ou agora Dog Master.Por isso acho que na próxima se se concretizar ser na DW com certeza irei assitir e rever amigos e amigas.Se se mantiver em Valinhos irá ser mais difícil mas...
Ainda sobre o CTA ou Dog Master era previsível o que está a acontecer.Está na hora de recuperar provas no Pet Memorial pois vamos ficar com apenas uma pista permanente, Dog World e isso é muito pouco para as necessidades,ou então e agora de uma maneira mais séria se vai procurar locais públicos para as provas em detrimento de algum "conforto". Diz o povo que a barriga manda a perna ..espero que se confirme.

terça-feira, 26 de abril de 2011

Casamento do ano...o do meu filho claro.

http://challenge.pai.pt/Couple/Detail?participantId=7292

Amigos(as)

Por favor deêm uma ajudinha na votação do casamento do ano. Entrem no link acima e votem no Pedro e Joana. Quem sabe eles ganham algo para o inicio das suas vidas.
Afinal é para isso que servem os amigos.

Abs
Artur Pires

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Comparar o incomparável

Não é de meu gosto criticar seja que entidade for, pois cada uma tem as suas regras que devem de ser seguidas. No entanto devia haver algum cuidado ao tomar certas decisões.
Então sem criticar aqui vai o meu ponto de vista.
Enviou a CBKC comunicado aos árbitros, penso que todos os árbitros não só os de agility,alertando da necessidade de estes comprovarem de que são associados de qualquer clube filiado á CBKC e com estes terem as cotas em dia, sem o qual não serão homologados para julgar.Pois bem uma cota anual de um desses clubes custa 90,00 reais. Ou seja um árbitro de agility tem de pagar uma anuidade de 90,00 reais para poder julgar, sendo que o fazem gratuitamente e nem a deslocação lhes é paga, pois uma isenção 36,oo não paga a despesa de deslocação nem muito menos de em muitos casos a necessária hospedagem.Por isso a minha critica . A CBKC, mal informada com certeza meteu tudo no mesmo saco. Não podem comparar os árbitros de agility aos de beleza a quem tudo lhes é pago , viagens, pedágios, táxis, hotéis etc.Se eles pagarem usufruem muito durante o ano, os de agility não.
No passado já haviam feito isto e nessa altura foi pedido para quem de direito mostrar á CBKC o erro de tal medida. Passados três anos novamente a mesma coisa. No passado perdemos alguns árbitros por causa disto principalmente no Rio, onde ser sócio de um kenel custa mais do que em SP, e agora?
Claro que há árbitros de agility que são sócios porque como são criadores poupam durante todo o ano um bom dinheiro com o registo de ninhadas, mais barato para sócios do que para não sócios, mas e os outros?
Vou aguardar, mas uma coisa é certa, desta vez não vou pagar.

sábado, 26 de março de 2011

Regresso

Hoje li que o Leo, sim o japa como é carinhosamente chamado por alguns amigos vai voltar a competir no agility.
Boa noticia, sou fã da sua condução e porque é dos poucos que nunca vai á pista para segurar mas sim para tentar tudo e isso no passado deu-lhe algumas desilusões.Desejo-lhe tudo de bom neste seu regresso.
Aí atrevo-me a um pensamento:
Muitos dizem que o agility é um bichinho, concordo.Neste caso estava adormecido e agora acordou de novo.Em relação a mim neste momento esse bichinho está como que meio adormecido.Talvez acorde de vez em breve ou continue dormindo por mais uns tempos.
O que acho difícil é ele morrer de vez. Por isso pergunto que tipo de bicho é esse?

O bagulho é doido

Parece estranho o titulo ainda para mais tratando-se de "giria". No passado fim de semana estive na banca de árbitros de agility do Rio de Janeiro.Banca normal com prova escrita, montagem de pista e prova prática.Logo no inicio avisei que não haveria provas eliminatórias mas sim o conjunto dos três dias ditaria quem passava ou não.
A pista mede 30 x 20 metros e de propósito levei duas pistas desenhadas em 40 x 20 para que os candidatos mostrassem a sua habilidade de mudanças na hora. Não é fácil todos nós sabemos mas era mais um desafio. Divididos em dois grupos de quatro e cinco pessoas respectivamente conseguiram mais ou menos interpretar a ideia.Passamos então ao domingo e aos julgamentos.Pela primeira vez tinha levado uma pista em que o posicionamento do juiz era fundamental para julgar. bem ou mal. E aí começou aquilo que eu acho que foi uma linda aula de arbitragem.Arbitrar é antes de tudo interpretar a pista que montamos e tentar adivinhar onde vamos ter problemas de julgamento.Conforme iam julgando, os candidatos iam recebendo instruções minhas de maneira a melhorar a sua actuação.E essa foi parte gratificante pois todos iam melhorando de uns julgamentos para os seguintes.Claro que no final alguns não chegaram em um nível que fosse suficiente para passarem , mas por certo todos sem excepção ficaram com outra visão do que é julgar uma prova de agility e por consequência um maior entendimento de eventuais falhas de algum árbitro.
Durante a manhã de domingo e durante os julgamentos apareceu essa pérola que não deixa de ser uma verdade:
O BAGULHO É DOIDO.

quinta-feira, 17 de março de 2011

A minha torcida



Vai para o Happy e claro para o Tiago.Uma dupla que tem crescido muito e se o Tiago não "atrapalhar" o Happy, por certo vão trazer bons resultados. Então resolvi falar com o Happy e disse-lhe para ele avisar o dono para estar atento e não o atrapalhar.
Se ele conseguir...ahaha

Força Happy, força Tiago.

Bj

quinta-feira, 10 de março de 2011

Voltando ao assunto

Existem temas que jamais estarão esgotados e a discussão sobre numero de competidores de agility seja no Brasil ou na América do Sul, é um deles.
Dentro do tema a questão do aumento ou diminuição do numero de duplas é uma discussão sem fim.Á muito que eu digo que o agility é um desporto caro.Logo se caro jamais será de massas, principalmente na area geográfica que estou a falar, pois as diferenças socio eceonómicas são muito grandes e evidentes.Salvo raras excepções o agility nos vários paises da américa do sul é praticada pela classe média/alta.Esta é o alvo natural das mais variadas propostas de lazer e a sua rotação por várias actividades e desportos é natural.Assim talvez , em parte, seja explicada essa "onda" que traz e leva pessoas do agility.Os outros aqueles que pretendem fixar-se no agility e que estão mais para classe média/baixa, em termos económicos é claro, para eles o agility é caro.Se não vejamos o exemplo do A & C na Colombia:
Inscrição 140 dólares, mais ou menos 240 reais um cão., viagem 1000 reias, houve quem paga-se menos mas houve quem pagou mais, viagem do cachorro 300 reais ( cento e cinquenta cada viagem , será?), hsopedagem 5 dias a uma média de 35 dólares dia mais 310 reais, comida par cinco dias mais pelo menos uns 200 reais. Temos então um gasto aproximado de 2.050,00.isto representa quase 4 salários minimos daqui do Brasil.
Por isso eu penso que enquanto não se arranjar formulas para que os eventos fiquem mais baratos , para quem vai participar, apenas uma minoria poderá estar presente.
Tratar de fazer organizações mais baratas, mais simples talvez seja uma solução.
Podemos e devemos pensar nisto pois seja daqui a um , dois , três , ou quatro anos teremos de organizar outro A & C. Porque não desde já pensar um pouco. Não custa nada.
E se falo do A & C o mesmo é válido para as provas nacionais ou daqui a outros dez anos seremos os mesmos a encontramo-nos em uma prova de agility.

Abraços

sábado, 5 de março de 2011

Fotos




Agility e fotografia uma combinação quase sempre perfeita.A Marta tem muito geito para a fotografia.Depois um pouco de trabalho de computador e ai está o resultado.

sexta-feira, 4 de março de 2011

Américas & Caribe, condenado?

Claro que a pergunta é polémica, mas ao mesmo tempo pertinente.Conheci o A & C em 2002 no Brasil e desde então não vejo nenhum cescimento em termos de partcipantes.Sinceramente parece-me que o numero de inscritos agora em 2011, cento e trinta e nove, muito pouco para um evento que se quer tornar calendário " obrigatório" nas Américas.Se tivermos em consideração que o A & C deveria ser para as américas o europeon open, vemos que este cresce todos os anos e o nosso parou.Claro que a realidade europeia é outra e a locomoção entre paises muito facilitada, mas e daí?Enterrar a cabeça na areia não é solução e soluções é algo que não se tem buscado.Brasil, Colombia e Argentina têm chamado a si a maioria das organizações mas se não aparecerem outros interessados, penso que o mesmo passará a ser de dois em dois anos e quem sabe depois de três em três e por aí adiante.E não me venham dizer que este ano duplas dos EUA participam, pois isso são casos esporádicos como foi no México. Para os Americanos do Norte é muito mais aliciante participar do mundial e passar uns dez dias na europa do que participar do A & C.
Do Canadá e do México ninguém inscrito, falta de divulgação do evento ou simplesmente falta de interesse em participar de um evento que com mais de dez anos não conseguiu ganhar o seu espaço?
Sabendo que tanto Canadenses como Mexicanos se deslocam com alguma regularidade aos EUA a participar de provas nacionais a falta de crédito do A & C parece-me lógica.
Estou errado?Penso que não. Vamos esperar o que o futuro reserva ao A & C.

terça-feira, 1 de março de 2011

Mais uma

Sinceramente perdi a conta.penso no entanto ser a nona banca de juízes de agility em que vou participar.Desta vez no Rio de Janeiro.Todos sabam da minha ligação afectiva ao agility do Rio de Janeiro.Por isso vejo mais esta iniciativa como muito boa para um desenvolvimento do agility na região.Mas do que quero falar mesmo é onze anos que levo de agility ainda ninguém tem a certeza de nada e estamos longe de todos os árbitros julgarem da mesma maneira.Parecida talvez mas...Quando falamos com alguém do exterior sobre esse tema sempre nos é respondido que em cada país se faz assim,pois fácil de entender não é?Para mim sim pois com um regulamento de 17 páginas as Guidelines para os juizes já vão em 28 e não vão parar por aqui. Então pergunto.Será que aquela célebre frase no final do regulamento da FCI que diz que cada país pode alterar o dito de acordo com as suas realidades, também são aplicadas nas regras, ou então uma procura de alguns pela perfeição levam a vários caminhos e interpretações?Engraçado, ou não, que quando se fala de regras e julgamentos sempre ouvimos,eu julgo assim, ou ainda no meu país julgamos assim.Difícil este tema, longe de estar resolvido, alimenta muitas conversas e discussões em um desporto de décimos de segundo.Quando se fala de zonas eletronicas, tanto há ainda para acertar.
Dificil para quem tem obrigação de preparar futuros juizes de agility.
Para terem uma ideia mais clara eu mesmo já apliquei regras alteradas em 2010 que ainda não estão em vigor no Brasil, mas como estava com essas alterações na cabeça julguei da maneira nova.Por sorte não deu bronca , mas que foi mancada foi,coisa de alteração de regras no fim dos campeonatos na europa e onde o campeonato Brasileiro vai a meio.Mudar regra a meio de um campeonto, bom ou mau, por certo dará muitas opiniões.Mas vamos lá mais uam vez dar o nosso melhor em prol de algo que gostamos tanto.

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Mais alterações

Segundo páginas das redes sociais, que chique, algumas alterações ás regras do agility foram propostas e vão ser por certo aprovadas em reunião próxima da FCI.
Outra vez?Pois é algumas coisa erradas tendem a durar pouco e foi o caso do salto combinado ,A.B e A,B,C.Quando foi aprovada a regra muitosssssssss juizes torceram o nariz e deram logo voz ao desacordo em relação á mesma. Pois bem agora acaba o salto combinado. Nem como era anteriormente em qualquer posição nem em linha reta, simplesmente acaba.Parabéns, apenas demorou muito para ver que essa nova regra estava errada.O numero minimo e máximo de obstaculos passa para 15 e 22 respectivamente minimo e máximo.Sinceramente ainda não consegui ver vantagem em menos um obstaculo no minimo e se por vezes mais um obstaculo no máximo até dava geito para "acabar aquela pista" o mesmo será agora com 22. Mas sobre o numero máximo ainda irei vêr com mais profundidade a sua vantagem.Pneu desmontável, sabem o que isso é?É memso um peneu quem em caso de choque do animal se desmonta e fácilmente se volta a colocar na sua posição original.vai ser permitido em provas mas... se se desmontar será falta.isto ainda vai dar muita conversa.também se falou das zonas de contato eletronicas e parece que as mesmas vãos er autorizadas mas não obrigatórias.
Para o fim deixei a alteração que mais vai doer a algumas pessoas e paises. Equipas voltam a ser formadas por quatro duplas com um descarte.
Putz quando a brincadeira de ser regular estava boa eles vão e alteram.
Mas esta para quem gosta de agility e de espetaculo, como eu, aplaude de pé.

ONUPA



Desta vez o jantar no final das provas de domingo foi diferente.Marcou-se um local e quem quisesse aparecia para jantar e conviver.Como acontece em todas as américas, norte, central e do sul, quando falamos sobre as nossas origens, aparecem descendências muito variadas.Nesta mesa não era diferente.Engraçado o que essas misturas dos nossos antepassados, nomeadamente europeus, fizeram.Por isso esta foto quase podia ser um jantar da Oraganização das Nações Unidas Pelo Agility.
Mais uma das boas recordaçõs desta viagem ao Peru.

Peru, uma paixão III



Pôr do Sol no mar é das coisas mais bonitas.No Brasil isso não acontece.Aquando das minhas primeiras visitas ao Brasil achava estranho o Sol nascer extamente no mar. Era algo que estava habituado a vêr exatamente ao contrário.Na nossa estadia no Peru podiamos apreciar e tirar fotos como esta da cobertura do "nosso" apartamento.
Depois de um dia de provas ou treinos um bom momento de relax sem duvida.

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Peru, uma paixão II




PARQUE DAS ÁGUAS
Á terceira visita a Lima consegui conhecer este local.Dizer que é bonito é pouco pois é muito bonito.Mais bonito se torna quando nos é explicado que antes este parque era muito mal frequentado. Ninguém podia aventurar-se por lá de noite e apenas acontecia algo de interesse publico uma vez por ano.Agora até ao redor dele tudo de transformou passando a ser um dos points turisticos da cidade.Um exemplo para alguns politicos...Tudo bem organizado, limpo, com segurança como deve ser qualquer lugar publico.O show da fonte principal é muito bonito e "fala" da cultura Peruana.Gostei muito da"surpresa"da Rosemary, Claudia e Marta em uma das muitas fotos que tiramos no local.
Se forem a Lima não deixem de visitar.

sábado, 12 de fevereiro de 2011

Peru, uma paixão.



Peru começa a ser para mim um caso de paixão.Adoro visitar e julgar no Peru. Cada vez tenho mais amigos lá.Como já disse em anteriores situações , sinto-me em casa.Desta vez teve muitas coisas novas, estive um pouco mais de tempo e com isso conheci novos lugares.vai dar para algumas postagens mais.No entanto esta viagem ficou marcada por ter a Marta junto de mim.Mais uma vez a Marta colocou os seus conhecimentos de agility, e são muitos,em um fim de semana de treinamentos.Quem esteve presente diz que gostou muito.O agility é isso, muita troca de ensinamentos e informações.Quem entende e procura isso por certo evolui muito mais do que qualquer outro.No fim de semana seguinte competição e continuei com aminha linha de pistas sempre um pouco mais dificeis e mais uma vez gostei de vêr a evolução das duplas.No fim da competição foi-nos oferecidos estes dois lindos troféus e assim num click um do momentos especiais desta viagem.

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Rio de Janeiro , como foi.



Julgar no Rio de Janeiro é sempre motivo de satisfação pelo reencontro de amigos e amigas que habitualmente não se deslocam ás provas de SP e também de aqueles que vemos mais assiduamente.Desta vez não foi diferente e até uma simpática condutora de Curitiba lá estava a competir.O local da prova, ACM da Ilha do governador eu já conhecia pois com esta foi a terceira vez que lá julguei e seria um local muito bom para um Brasileiro, mas isso é outro departamento.Falando da prova, quando desenhei as pistas achei que teríamos vários excelentes, mas não contei com um factor importante, regresso de férias.A grande maioria das duplas mostrou alguma falta de treinos e outras algumas alterações a conduções passadas e que ainda não estão bem assimiladas.Era costume do Flávio Tamaio dizer que velocidade sem controle não é nada e tem razão. Fiquei com a impressão que hoje estão a preurizar muito a velocidade e o controle está a ficar bastante prejudicado.
Agradeço mais uma vez a todos pelo vosso carinho, ao Robson pelo convite,senti a tua falta, mas trabalho é trabalho, e á Adriana por todo o apoio.

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Afinal o que somos?

As imagens deixam-nos sem palavras e ao mesmo tempo com uma revolta muito grande por sabermos que muito do acontecido na região serrana do Rio de Janeiro poderia e deveria ter sido evitado.Quantas vidas mais tem de se perder para que os políticos deste pais respeitem o povo?Quanto tempo este povo vai aguentar estes políticos?E não é só no Rio não, temos São Paulo e Franco da Rocha debaixo de água.Pessoas que perderam seus familiares e alguns a família inteira para além das suas habitações e haveres.Tristeza , muita tristeza.
Momento certo para parar e reflectir,o que somos afinal? Nada!
Agradecer a Deus por cada dia que nos dá e por todas as bênçãos recebidas.
Hoje ao falarmos deste tema no trabalho , uma pessoa me disse:
Ia um casal pela estrada fora comendo banana e deixando as cascas para trás no chão reclamando que apenas tinha bananas para comer, atrás vinha um outro casal que apanhava as cascas do chão para comer.Para reflectir, quando nos queixamos da vida, temos muito a agradecer.
Que Deus abençoe todos os que sofrem neste momento trágico.

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Sonho ou sonhar acordado?

Quem já não ouviu a frase -eu tive um sonho-.Frase imortalizada por Martin Luther King e repetida por muita gente.No entanto eu pergunto a mim próprio onde fica a barreira do sonhar e do sonhar acordado, ou seja quando nossos anseios,visões e até ambições se confundem com sonhos.Sonhar acordado será um desajuste? Não sei não sou psicólogo nem analista, mas que gostaria de saber gostaria, até porque o sonho comanda a vida, letra da musica pedra filosofal.Bom mas este blogue essencialmente é para falar de agility e então lá vamos.Já sonhei com o agility, hoje não o faço mais.Estava a sonhar acordado e não via a realidade.Estou ligado a dois países e em ambos o agility jamais será desporto ou esporte como quiserem de massas mas sim de uma minoria.Não vou sequer discutir se tudo foi ou está a ser feito para contrariar essa realidade mas que ela não vai acontecer não vai.Não vou discutir porque minorias utilizam esse esporte a seu belo prazer e proveito, não vou mesmoContinuo a gostar muito de agility e por isso decidi usufruir o agility de maneira prazeirosa e sem problemas.Se acham que tudo está bem, para mim está óptimo.Aproveitar as coisas boas do agility e deixar as ruins para quem quiser é agora o meu lema.Será assim daqui para a frente e de certeza me vou divertir muito mais.Começo por rever os amigos cariocas já no próximo sábado, vamos por certo nos divertir todos e claro com muitos exc... , assim espero. Depois mini férias em Lima, dezoito pistas para julgar, abraçando amigos e amigas que sempre me recebem super bem.Melhor maneira de começar mais um ano de agility por certo não haveria.Então deixem-me sonhar que o resto do ano agiliteiro irá ser assim maravilhoso.Mas nem tudo são rosas. Novas Guidelines e novos reajustes, ou antes reajustar o que já esteve correto , mudou e volta a mudar.Pobres de nós sempre a mudar , alterar, reajustar, explicar.Regra boa não muda, então estamos com regras más á muitos anos, ou apenas com interpretações más?Em minha opinião cada vez fica mais dificil ser árbitro de agility e neste caso a culpa é inteirinha da FCI que apertada por inovações de organizações dessidentes ou nao filiadas querem a todo o vapor alterar e mostrar serviço.
Vamos alterando, aguentando e sorrindo , porque sorrir faz bem á vida e á pele certo?